domingo, 25 de dezembro de 2016

Liberdade Religiosa ganha importantes espaços na sociedade

TEMPO DE LEITURA: 5 MINUTos. Este texto foi escrito por Gideon Luz, Diretor do Departamento de Promoção e Defesa da Cidadania da ABLIRC.

A defesa e promoção da liberdade religiosa tem alcançado grande destaque na sociedade, por essa e outras razões estamos retomando as postagens nesse blog.


Meu pai, Samuel Gomes de Lima, também conhecido como Samuel Luz, tem sido um ardoroso defensor da liberdade religiosa desde o início do Século XXI.

Após realizar alguns eventos sobre o tema, no dia 09 de novembro de 2004, numa Assembleia realizada no Salão Nobre da Câmara Municipal de São Paulo, foi constituída a ABLIRC – Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania.

Durante vários anos ele manteve o blog: 


todavia, após a conquista de importante espaço institucional, que foi a constituição da Frente Parlamentar Mista pela Liberdade Religiosa no Congresso Nacional, composta por 208 Deputados Federais e 12 Senadores, ele se desiludiu com as turbulências do meio político nacional, em virtude da corrupção, e não mais alimentou o blog.

Ironicamente a última postagem do blog é uma reportagem sobre a participação de Eduardo Cunha no evento da Frente Parlamentar pela Liberdade Religiosa, quando detinha a presidência da Câmara Federal. Hoje não mais deputado federal, menos ainda presidente da Câmara, Eduardo Cunha é réu e vive no cárcere enquanto tramitam as Ações na Justiça contra ele.

Após essa breve contextualização que fiz na perspectiva de incentivar a retomada do blog, disponibilizando-me a ser um dos colaboradores, trago os tópicos a seguir, para reflexão:

Cenário atual


A defesa e promoção da liberdade religiosa tem conquistado a cada ano novos e importantes adeptos. Situação bem diferente do que ocorria no final do Século XX.

Organizações não governamentais têm surgido com esse propósito. Espaços institucionais em estruturas governamentais têm sido abertos com o objetivo de defender, proteger e promover a liberdade religiosa.

Segundo pesquisa do Pew Research Center, um Centro de Pesquisas sobre Religião e Vida Pública sediado em Washington DC, EUA, que estuda e analisa a demografia global e as restrições religiosas ao redor do mundo, o Brasil já ocupou a primeira posição como o lugar com o menor índice de intolerância religiosa, entre os 25 países mais populosos do mundo. 

No entanto tal marca não é mais uma realidade, pois acompanhando uma tendência mundial, a liberdade religiosa está encolhendo, inclusive em terras tupiniquins.

Tema da redação do ENEM


Estou cursando o quinto ano do Curso de Direito. Não faz muito tempo, passei pela experiência de fazer o ENEM – Exame Nacional do Ensino Médio. O tema da redação do ENEM é um dos pontos mais destacados do certame e o desempenho nessa produção de texto dissertativo-argumentativo é fundamental para a conquista de uma boa nota.

Foi surpreendente constatar que o tema da redação do ENEM 2016 foi “Caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil.”








Mais de seis milhões de estudantes do Brasil tiveram de refletir sobre o tema da liberdade religiosa para produzir um texto de 30 linhas. Parece pouco, mas não é.

Tiveram que ler textos, gráficos e outros subsídios que o caderno do exame trazia. Buscaram na própria experiência situações para enriquecer a produção da redação proposta. 

Além disso, tenho certeza que muitos recorreram a um repertório de citações de filósofos, sociólogos e outras personalidades históricas que deixaram registradas declarações que poderiam conferir autoridade à argumentação.

Claro, sempre aparece alguém dizendo que outros temas mais importantes poderiam ser escolhidos, mas na minha opinião, foi muito acertada a escolha, pois está em consonância com o destaque que a questão da liberdade religiosa tem alcançado na contemporaneidade. Clique aqui  e conheça o Mapa Mundi da Intolerância Religiosa.


Desafio


Meu primeiro desafio para 2017 é a retomada desse blog junto com o seu idealizador, Samuel Luz. Todavia, meu compromisso com o tema da liberdade religiosa não se limitará apenas à produção de conteúdo. 

Ainda no primeiro trimestre de 2017 vamos reformular o visual do blog, tornando-o mais atrativo e com maior usabilidade.

Estamos formando uma equipe de colaboradores, que juntamente comigo e com meu pai, produzirão conteúdos relevantes para o blog.

Embora escrever não seja uma tarefa tão simples, também abriremos espaço para quem desejar submeter um texto para publicação em nosso blog.

Escrever é uma habilidade que pode ser aprendida. Quem desejar aperfeiçoar sua capacidade de produzir textos poderá participar de nossos treinamentos, presenciais ou online.

Para receber nossa newsletter e outros materiais gratuitos, escreva seu nome e e-mail no Formulário de Contato que teremos o maior prazer em enviar para você esse conteúdo.

2017 será um grande ano para a defesa e promoção da liberdade religiosa. 

Também será um excelente momento para nos apropriarmos das ferramentas que a tecnologia nos oferece para potencializarmos um ativismo ordeiro e racional que sensibilize a sociedade pelas causas mais importantes e valiosas.

Vamos celebrar essa parceria?

Feliz 2017!





Postar um comentário