domingo, 10 de junho de 2012

FÓRUM ESTABELECIDO POR LEI EM PINDA DESTACA LIBERDADE RELIGIOSA COMO CAMINHO SEGURO PARA A PAZ


* Texto do Vereador José Alexandre Faria  publicado originalmente em www.agoravale.com.br

“Liberdade Religiosa Caminho seguro para a paz”, foi a frase que me chamou atenção no discurso do Papa Bento XVI no Dia Mundial da Paz em 01 de janeiro de 2010. Sempre tive com clareza, que todo Parlamentar que vive sua crença e religiosidade, especialmente na condição de cristão católico, têm como principal missão resguardar os dois bens maiores da humanidade, a família e a religiosidade.
Neste mesmo ano tive o privilégio de participar nesta Casa de Leis juntamente com cerca de 300 pessoas do XIV Fórum Paulista de Liberdade Religiosa e Cidadania dia 11 de maio de 2010.
O evento foi promovido pela ABLIRC, Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania e teve o apoio da geradora da TV Novo Tempo.

Foi marcante aquele momento, pois veio de encontro ao desejo que tinha em mente e no coração de que esta Casa de Leis se abrisse para o dialogo e a participação dos diversos seguimentos do Município que constroem a dignidade humana.

Logo em seguida, conversei com o Professor Samuel Luz, Presidente da ABLIRC, que com muito entusiasmo me deu seu consentimento e apoio. Assim tivemos a oportunidade de Pindamonhangaba, estar na condição de primeira cidade a institui por Lei o Dia Municipal do Fórum de Discussão de Liberdade Religiosa e Cidadania, o dia 11 de maio para relembrar o 19º Fórum Paulista de Liberdade Religiosa e Cidadania, e muitos que aqui estavam em 2010, hoje também retornam.

Foi um importante passo, e já colhemos frutos, como a adesão da OAB 52ª Subsecção de Pindamonhangaba, que aderiu ao movimento criando a Comissão de Liberdade Religiosa e Cidadania para Pindamonhangaba.

Quero recordar uma das falas daquela noite do Professor Samuel Luz:

“As representações da sociedade compareceram, as intervenções foram positivas e a bandeira em defesa e promoção da liberdade religiosa, certamente tremulará altaneira a partir de Pindamonhangaba para todo o Vale do Paraíba e para o Brasil”, que soou como uma profecia, pois hoje diversas cidades já estão criando suas Leis, a partir de Pindamonhangaba, o que nos honra, dignifica e principalmente nos enche de zelo e responsabilidade de seguir em defesa da Liberdade Religiosa e da Cidadania.

Muitos ainda não entendem, alimentam intolerâncias, têm dificuldades em conviverem com o diferente, não conseguem perceber que verdadeiramente o que nos torna semelhantes, na essência são as diferenças, pois não nascemos todos iguais. A intolerância, seja de qualquer tipo de manifestação é uma seta profunda que fere a humanidade na sua essência, e sei o que digo, pois já provei desta dor.

A liberdade religiosa, que está na base de todas as outras liberdades, é o que garante a verdadeira dignidade que tem a pessoa humana. Um exame realista leva, infelizmente, a reconhecer que, no nosso tempo, em uma cultura dominante onde o consumismo, a busca desenfreada por prazer, através do acúmulo de bens e riquezas, infere contra a humanidade ataques profundos a sua crença. "Nenhuma liberdade, nem sequer a liberdade de expressão, é absoluta: com efeito, ela encontra o seu limite no dever de respeitar a dignidade e a legítima liberdade do próximo,” destacou o líder da ABLIRC.

Santo Agostinho escreve: "Encontrei muitos com desejos de enganar outros, mas não encontrei ninguém que quisesse ser enganado ".

“Considera-se que uma pessoa alcançou a idade adulta, quando consegue discernir, por seus próprios meios, entre aquilo que é verdadeiro e o que é falso, formando um juízo pessoal sobre a realidade objectiva das coisas.” « Não há moral sem liberdade (...). Se existe o direito de ser respeitado no próprio caminho em busca da verdade, há ainda antes a obrigação moral grave para cada um de procurar a verdade e de aderir a ela, uma vez conhecida » (P ão Paulo II -Veritatis splendor).

Portanto a verdade é tão ampla, que cada tem a liberdade de formular e conceber a sua própria.
Por isso, é necessário que os valores escolhidos e procurados na vida sejam verdadeiros, porque só estes é que podem aperfeiçoar a pessoa, realizando a sua natureza. Não é fechando-se em si mesmo que o homem encontra esta verdade dos valores, mas abrindo-se para a receber mesmo de dimensões que o transcendem. Esta é uma condição necessária para que cada um se torne ele mesmo e cresça como pessoa adulta e madura.

Sejam todos bem vindos, acolho-os com especial carinho, e que caminhar pelo subjetivo da vida humana com dignidade, seja nosso principal objetivo.

Assim falou o Vereador Alexandre Faria – Autor da Lei 5112 de 10/08/2010, que criou o Dia Municipal do Fórum de Liberdade Religiosa e Cidadania, por ocasião do III Fórum de Liberdade Religiosa e Cidadania de Pindaminhangaba no dia 15 de Maio de 2012.

Palestrantes do Forum:

*Professor Samuel Luz: Presidente da ABLIRC - Associação Brasileira de Liberdade Religiosa e Cidadania.

*Dr. Paulo Rogério Bastos Costa - Promotor de Justiça do Estado de São Paulo - Comunidade Espirita.

*Professor Germano Rivera - Fazenda Nova Gokula- Comunidade Hare Krishna de Pindamonhangaba.

*Pastor Gilberto Gil Rebello - Assembléia de Deus Ministério Belém - Pindamonhangaba.

*Pastor Jônatas Ferreira - Igreja Adventista do Sétimo Dia Central de Pindamonhangaba.

*Pastor Jefferson Castilho: Conselheiro Regional da ABLIRC no Vale do Paraíba

*Padre Julio Azarito - Diretor da Associação Pro Coalizões Brasil - Paróquia São Benedito de Pindamonhangaba.

*Professor Enéas Silva Santos - Presidente do Conselho Municipal da Comunidade Negra - Religiões de Matrizes Africanas.

Fonte: http://www.agoravale.com.br/colunas/default.asp?id=37309&cod=17

Postar um comentário