sexta-feira, 8 de março de 2013

ONU denuncia violações à liberdade religiosa


Relatório mostra que discriminações acontecem em
todas as partes; ações incluem atos de vandalismo
que, geralmente, ficam impunes.
Heiner Bielefeldt
O relator especial da ONU sobre liberdade religiosa ou de crença, Heiner Bielefeldt, denunciou casos de violação em seu relatório entregue, nesta quinta-feira, ao Conselho de Direitos Humanos, em Genebra, Suíça.
Bielefeldt afirmou que recebe diariamente vários relatos de graves violações dos direitos de liberdade religiosa no mundo inteiro.
Minorias
Ele afirmou que as vítimas pertencem a grupos minoritários. As violações são cometidas por autoridades do governo ou por civis e, geralmente, num clima de impunidade.
O relator baseou as análises em padrões de violações típicas cometidas contra pessoas que pertencem a grupos religiosos pequenos.
Ameaças
Segundo o relatório, as violações incluem ameaças de violência, ataques públicos de discriminação e desprezo, atos de vandalismo, entre outras.
Bielefeldt concluiu o relatório com uma lista de recomendações sobre políticas gerais de governo, educação, mídia e também, sobre comunicação inter-religiosa.
Fonte: Edgard Júnior, da Rádio ONU em Nova York.
Postar um comentário